La Revancha del Tango - Cronicas Argentinas
quinta-feira, abril 10, 2003
 
II CRONICA DO NOVO MUNDO 26 Marco 2003
veja as fotos em www.funtigo.com/Augusto


Prometi voltar a escrever depois de dancar Tango. Como o prometido e de vidro, ca esta a parte II da Cronica do Novo Mundo. Quanto a fotos, so ontem recebi a maquina fotografica e por isso apenas tenho uma foto para mostrar: a da minha casa humilde aposento a vossa disposicao.

O tempo perguntou ao tempo quanto tempo o tempo tem
Acho que uma das muitas fantasticas sensacoes que viajar nos traz e perder a nocao do tempo. Quando mudamos de sitio mudam algumas referencias temporais e o tempo psicologico muda com elas. Pois bem, sinto-me como se estivesse ca ha um ano. Caminho pelas ruas, ando de um lado para o outro, vou de aqui para ali... vou visitar isto e aquilo, cumprimento vizinhos, empregados de loja, restaurantes, jogo a bola, apanho autocarros... de alguma forma sinto-me confortavel no meio circundante o que faz psicologicamente distante do dia em que aterrei e fiz o check in no hotel e em que tudo me parecia estranho.

Ora esta sensacao tem o seu reves. Apesar dos meus diversos projectos, sinto que ainda nao fiz metade das coisas a que me tinha proposto; parece que cheguei nem ha um mesito... mas passemos a descricao que esta conversinha pseudointrospectiva da vontade de ir logo ao delete e mandar o mail para o ricicleble bine o la como isso se chama.

Apesar de ter estado sete meses em Madrid, tive problemas com o idioma. Estudar castelhano passou a ser uma prioridade. Bom para ser mais preciso, estudar porteno que e o idioma local. A diferenca e em tudo parecida a que vai do portugues de portugau ao portugues do brasiu. Trata-se toda a gente por voce (vos) conjugado com a segunda pessoa do singular, por exemplo: como estas vos. Em contrapartida, muitas vezes utilizamos os verbos na terceira pessoa do singular, mesmo com pessoas com quem temos intimidade, por exemplo: Que haceis, chica?. Ha outros pormenores linguisticos curiosos... muito curiosos mesmo.. bom, se calhar ainda falo de um em particular, mas antes queria dizer que uma das grandes diferencas e que LL nao se pronuncia LHE, como em Espana, mas sim CHE. Como te llamas ou Cuando llegaste tem uma fonetica quase igual a portuguesa... confundidos? Bom, confundido fiquei eu quando cheguei e por isso matriculei-me no curso intensivo da Catelhano da Universidade de Buenos Aires.

Provavelmente esta foi a causa de ainda nao ter feito tudo a que me tinha proposto. Durante as ultimas 5 semanas comecei o dia de trabalho uma hora mais cedo para poder sair uma hora mas cedo e ir ao curso. e estafante sair de casa as 7.30 para so regressar cerca das 23h ou 24h. O curso terminava as 20.30 mas, por mais cansado que esteja, ha sempre uma energiazita de reserva para um geladito, uma cervejinha (como se diz ca um chop), um cineminha, uma passagem pelo ginasio... sei la, qualquer coisa para espairecer um pouco, ne? As semanas passaram, ou melhor, correram! Uns dias cheguei ao trabalho com mais olheiras e outros com menos. Alguns dias nao me apeteceu nada ir ao curso de castelhano... muitos mais nao me apeteceu ir trabalhar bom, mas isto nao conta porque e normal. Acabo de terminar o curso de espanhol nivel intermedio alto com classificacao de 8 em 10. Ufaaaa, tava a ver que nunca mais!

Os dois sagrados dias da semana
Fim de semana e o deleite de qualquer prisioneiro do trabalho. Vistas bem as coisas ate me posso considerar priveligiado porque, em primeiro lugar tenho trabalho (o que e obra num pais com niveis de desemprego na ordem dos 55%) e, sem segundo porque so trabalho durante a semana. Isso das 35 horas semanais nem lhes passa pela cabeca, o normal e trabalhar tambem ao sabado de manha e o dia de trabalho ter pelo menos 9 horas... feitas as contas... voila: 50 horas por semana. Sou ainda mais priveligiado por receber em Euros e nao em Pesos Argentinos. Com quanto, o fim de semana e o deleite nao de qualquer prisioneiro do trabalho, mas dos prisioneiros do trabalho priveligiados...

Como qualquer pais sul americano que se preze, este e um pais de discrepancias sociais. e possivel viver a grande porque aqui ha de tudo para se disfrutar ao maximo, desde que se tenha uns tostoes no bolso...e nem sao precisos muitos tostoes! Um jantar num sitio fashion/jovem pode custar...deixa la ver... uhmmm.. 40 pesos e ja inclui um bom Cabernet Sauvignon Finca Flichman. Ora bem... 40 pesos sao pouco mais que 2cts. Mas um melhor exemplo e uma cadeia de entenedor livre (nao me lembro do nome em portugues mas e um restaurante em que se paga uma quantia fixa, vao havendo reposicoes e come-se o que se quer e quantas vezes se quer) em que por 600 paus come-se BEM e ate rebentar.

Voltando as discrepancias. Existe muita gente com dinheiro. Bons carros, joias.., boas casas..., quintas nos arredores da cidade com piscina, cavalos, vacas..etc. Para estas pessoas existem milhares de alternativas: jantares, festas, clubes, cinemas, teatros, viagens, cursos variados, piscinas, roupa e por ai em diante MAS, e aqui reside a piada da coisa, tambem se pode disfrutar sem gastar um tusto! E e isso que o comum dos portenhos faz.

La buena vida es cara. Hay otra..., pero no es vida.

Nao podia ser mais desfasado da realidade este dito popular espanhol. O sol quando nasce e para todos e e ve-los (e ve-las) todos a apanhar o belo solzinho ao fim de semana nos milhares de parques que existem pela cidade (na praia nao porque, relembro, esta a cerca de 350 kms). Um dos costumes mais tradicionais da argentina e o MATE. Nao, nao se assustem que nao e nenhuma palavra de ordem do Bush aos seus soldados. Mate e uma erva que se coloca num recipiente especial (e alguns bem bonitos, por sinal), junta-se agua quente e bebe-se por uma palhinha metalica.Cha! Dirao os mais atentos; sim um tipo de cha mas em que a proporcao de erva e bastante superior a de agua. Ha todo um ritual de partilha no momento do mate e e um privilegio ser-se convidado para tomar mate. Pois bem, ha milhares de pessoas: grupos de amigos, familias..., nos parques a beber mate, a ler, a jogar a bola, a fazer yoga, a passer os caes, a pescar nos lagos, a cansar os putos, a apanhar sol ou a observar os locais para depois fazer cronicas do novo mundo...hihihi.

Depois ha os assados a la parrilha (o tao portuguesinho churrasco) com excelente carne e sempre regados com Quilmes (a sagres/suberbock ca do sitio). Os que tem dinheiro disfrutam da parrillada na casa de campo ao lado da piscina e antes de uma tarde de golfe ou polo (para os mais desatentos e aquele desporto que se faz com cavalos e nao polo aquatico que e jogado em agua.. e sem cavalos). Os mais ajustaditos fazem a parrilhada na rua a frente de casa ou nalgum patio. Diferentes formas de partilhar um mesmo momento de combibio. Gosto de ambos.

Ha noite descobrem-se as mesmas discrepancias. Uma bebida branca num bar ou discoteca pode custar 20 pesos (900 paus). Mais uma vez para um estrangeiro isso e normal, mas para um local e provavel que esse seja o seu orcamento alimenticio semanal. Mais uma vez, a falta de dinheiro nao impede a diversao. Por todo o lado estao abertos toda a noite um genero de quiosques que vendem litradas de Quilmes a um 1,5 pesos e todo o genero de providencias que a noite pode requerer (mate, whiskey, tabaco, chicletes, acesso a internet, chocolates, a bela da bifana...). Assim, em lugares centrais tipo pracas, parques, locais turisticos, etc; ha milhares de jovens a conversar, a jogar a bola, a tocar guitarra, a andar de bicicleta, a olhar para as estrelas (normalmente estes sao os que passaram um pouco da dose) as 5 DA MANHA COMO SE FOSSE 5 DA TARDE. Eu acho piada e parece-me uma excelente alternativa para os noctivagos. A acrescentar a isto, os autocarros nao param o que tambem ajuda a que a madrugada pareca final de dia. e o combibio, bom de ver e melhor ainda de participar!

Ja vai longa esta descricao e a pergunta ainda esta no ar... e o TANGO?

La Revancha del Tango
O Tango, como falei no outra cronica, tem perdido adeptos entre os jovens; um pouco a imagem do fado em Portugal. O Tango e a voz do povo e, na sua genese e uma musica triste e que fala de angustias e sofrimento. e sempre algo dramatico e tristecomo o fado o e. Ir a uma tradicional casa de Tango e uma experiencia parecida com ir a uma casa de fados. Dois tres individuos a viola e uma/um cantor de bela vozcom um pouco de sorte tambem um acordionista. Gente mais velha, muitos turistas, e todos com um ar nostalgico e melancolico... e sem dúvida bonito ou nao fossem os locais de tango sitios lindos. Amplos com grandes janelas e grandes cortinados, mesas bonitas, empregados vestidos a rigos, candelabros a iluminar em tons luscos fuscos e, sobretudo a predominancia do vermelho/escarlate a fugir para o bordeaux que e, por excelencia a cor do Tango. Tipo a ideia que tenho de um cabareo cabare da coxa, mas ja nao um prostibulo mas um tradicional e muito bem frequentado Clube de Tangos. Vide por exemplo http://www.buenosaires.com/enlaciudad/casasdetango/el_viejo_almacen/index.htm ou http://www.querandi.com.ar/ ou ainda http://www.esquinacarlosgardel.com.ar/

Isto e a genese do Tango, mas existe a variante que e o Tango dancado, conhecido como a La Milonga. O Tango dancado e um misto de sensualidade e seducao. Ha mesmo quem diga que dancar Tango e fazer amor em publico. Eu ja dancei uma 1 hora e meia seguidinha... hehehe...

O Tango dancado nasceu em prostibulos nos finais XIX. A danca so tinha lugar em de Casas de Passe porque nao era permitido as senhoras exporem-se da forma provocante que o tango convida, para alem de que, claro esta, este tipo de danca nao era para as senhoras. So em meados dos sec XX se generalizou. Assim faz sentido que a danca seja completamente conduzida pelo homem e que a mulher se deixe conduzir em simbiose com homem. O Tangueiro e seguro e orgulhoso, por isso danca com o peito para fora e e com o peito que insinua e indica o passo. Primeiro tem de cativar a dama, depois a sua mestria e a de avancar convicto sobre o espaco que ela lhe oferece para avancar. Deste dialogo corporal resulta a harmonia, elegancia e sensualidade da danca. Ahhh..., ha um pormenor importantissimo... e fundamental a cara com que se danca Tango... o homem tem de ter um ar compenetrado e serio, bem masculo e superior, e mulher tem de olhar o homem com um olhar cativante... sedutor.

Entre 1 e 9 de Marco quem esteve em Buenos Aires foi brindado com o V Festival de Tango de Buenos Aires (http://www.festivaldetango.com.ar/). Neste festival tive uma aula de conjunto para principiantes. Fui com uma alema, um argentino e uma russa... bom, o resultado foi uma salada... argentina. No total eramos seguramente mais de 100 pessoas num espaco amplo e todos a esforcarem-se por seguir criteriosamente as indicacoes dos instrutores... uns melhor e outros pior mas todos com o mesmo espirito. Adorei. Melhor so mesmo o que se seguiu. A Calle Corrientes (conhecida por ser a rua dos teatros, cineteatros, casas de tango..) estava fechada para os concertos no ambito do Festival. Para alem de ver maravilhado os concertos deliciei-me a ver centenas e centenas de pessoas de todas as classes socias, idades, credos e aparencias... a bailarem pelas ruas ao som das orquestas. Nao vou tentar descrever porque me faltariam as palavras, posso apenas dizer que e um espetaculo lindo de se ver... e que concordo: algumas vezes bailar Tango e fazer amor em publico....

Para alem deste festival, Buenos Aires respira Tango no seu dia a dia, mas so em sitios mais localizados: em Casas de Tango, Feiras e Pracas. E ha de tudo; do mais turistico (sem deixar de ser belo) ao mais expontaneo e tradicional. Aqui fica a promessa de em breve ilustrar as minhas palavras com fotos. Podem entretanto consultar os sites http://www.todotango.com/ ou http://www.abctango.com.ar/ se quiserem saber mais sobre Tango.

Don’t Cry for me ONU
Bom, entretanto, vou iniciar este fim de semana as viajens pela America do Sul. Comeco, naturamente, pela argentina e mais especificamente por El Calafate. El Calafate e uma zona de glaciares considerada pela UNESCO Patrimoneo da Humanidade. e portanto area protegida para toda a Humaninade, a excepcao, claro esta, dos Representantes Divinos na Terra. Esperemos que Presidente do Imperio da Nacao dos Escolhidos nao descubra jazigas de petroleo e considere a zona uma ameaca potencial para a liberdade de consumo e resolva atirar umas bombinhas. Bom... nao me vou alongar muito neste tema porque, afinal de contas... nos (leia-se nos portugueses) legitimamos pelo voto um governo que apoia jenucidios e o desrespeito pelas Instituicoes Internacionais. O que, alias, faz sentido, senao olhemos para a nossa historia. Nao descendemos dos barbaros? Nao encetamos no sec XV chacinas em nome de Deus para bem do povo africano? Porque nao em neste novo milenio voltar as chacinas em nome do Deus Dolar e colonizar o Medio Oriente para alimentar o Dragao Consumista?

Bom, perdi-me um pouco com esta reflexao e aproveito para dizer que tento me manter actualizado sobre o que de importante se passa no mundo. Claro que eu sei que o Rui Costa esta prestes a voltar ao Benfica e que o Camacho vai continuar na Luz. e claro que sei que o Carlos Cruz foi de cana. Claro que sei que a Mafaldinha e a Luisinha estao cada vez mais lindas. Claro que nao vou permitir que CAPRICHOS MATERIAIS me tapem os olhos ao que a potencia dominante esta a fazer ao mundo com a nossa conivencia. Claro que nao deixo de me preocupar por o ser humano continuar a guiar-se pela ganancia, avareza e prepotencia e nao por PRINCIPIOS HUMANISTAS.

Ok, passei-me um pouco, mas nao pude deixar de fazer este desabafo, e dificil alienar-me do que se passa no Iraque... e agora ta escrito ta escrito e vou enviar. Peco desculpa se feri susceptibilidades...

Bom... ainda nao programei o resto das viagens, mas aproveito para aconselhar a quem tem por ideia visitar Argentina um saltito ao seguinte sitio: http://www.sectur.gov.ar/esp/menu.htm. e uma visao bem real e completa da enorme e variada República da Argentina. Dentro das minhas possibilidades vou viajar e descrever as viagens nas cronicas. Como disse, no proximo fim de semana vou a El Calafate ver o glaciar Perito Moreno!

Antes de terminar devo falar ainda um pouco da minha vivencia social e do trabalho. O trabalho corre normalmente, demasiado normal ate. Ainda nao vi nem fiz nada de novo, assim que nao ha nada de muito excitante para contar.

De resto... como comecei por contar, tenho tido umas semanas bastante preenchidas com o curso de castelhano e os fins de semana tem sido aproveitados para conhecer a cidade. Foi no curso que fiz mais amizades, talvez por serem na maioria pessoas que, como eu, sao de fora e nao tem grandes rotinas e, como eu, tem vontade de conhecer pessoas e esta nova cultura. e com estas pessoas com quem mais tenho estado. De resto, e apesar do espirito aberto dos locais, a integracao e sempre demorada e algumas vezes dificil.... algumas vezes faz-me sentido a música do Sting I´m an alien, I´m an English man in New York. Nao, nao vou fazer comentario a cerca dos inglesinhos e dos nova yorquinos.... mas, por vezes, sou um extra-terrestre, sou um Tuga no Novo Mundo.

Deixo-vos com saudades e com a promessa de me emiscuir, misturar e pesquisar para que na proxima cronica tenha mais particularidades e fotos para partilhar convosco. Aos resistentes que chegaram ate aqui os meus parabens e guardem folego que a proxima sera maior!

Espero que tudo bem por ai, pelo menos tao bem como aqui na cidade baptizada em 1536 de Puerto Nuestra Senora Santa Maria del Buen Aire, no pais de Che Guevara, Maradona, Jose Luis Borges, Astor Piazzola, Carlos Gardel e Evita Peron... e Menem (digo baixinho para que ninguem aqui me oica...).

Beijos & Beijos deste vosso amigo,
Che Augusto
La Revancha del Tango

 
I CRONICA DO NOVO MUNDO 18 Fevereiro 2003
veja as fotos em www.funtigo.com/Augusto


Faz hoje precisamente um mes que aterrei nesta formosa cidade baptizada em 1536 de Puerto Nuestra Senora Santa Maria del Buen Aire.

Descobrir um sitio novo e ao mesmo tempo fascinante e dificil... mas, quando o sol brilha resplandecente e a gente e comunicativa, torna-se mais fascinante que dificil.

Primeiras impressoes
Fiquei num hotel quase duas semanas ate encontrar o meu apartamento. Com tanta coisa nova ao mesmo tempo, pouco tempo livre para procurar casa e, sabendo desde logo a importancia de escolher bem, vi muito antes de tomar a melhor decisao.

Alegro-me agora da escolha que fiz. O apartamento e uma delicia um quarto, sala, kitchnet com balcao para a sala e uma terraza com espa co para churrasco. E num 8? piso de um predio moderno e esta decorado ao estilo mediterranico. Esta virado a Este o que quer dizer que apanho sol de manha. Breve compro uma camara digital e envio fotos para ilustrar melhor o que as palavras nao alcancam... mas e realmente um mimo. Informo que o sofa da sala e sofa cama... estam desde ja convidados!

Em relacao ao emprego... bem, trabalho e trabalho e cognac e cognac... mas aqui cognac e o trabalho!!! Ja trabalhei em alguns negocios (dos telemoveis aos isqueiros, passando por refrigerantes, bancos...) e constato que este negocio dos vinhos tem realmente muitos atractivos. Ja me estou a tornar um especialista de vinhos - Branco ou tinto? Muito, desde que seja Finca Flichman! Mas deixemo-nos de coisas serias e vamos ao que interessa...

Nunca tinha estado na America do Sul (ou tinha mas ha alguns anos) e nao sei muito bem o que esperava. Algumas vezes, penso que estou em Madrid... outras, muitas outras, nao tenho a menor duvida que estou num pais do mundo descoberto por engano por Colon (refiro-me ao Cristovan Colon, sabem quem e?).

Paris da America do Sul acenta-lhe bem. A arquitectura do centro e imponente e imperialista e ha um sem numero de edificios que lembram algumas cidades da Europa... muitas vezes de Leste! Tem edificios trabalhados e cuidados ao estilo renascentista... mas, se nao me falha a historia... por essa altura eles ainda comunicavam por fogueiras... mas que os hay, hay! Mais uma vez... uma imagem vale mais que mil palavras e em breve envio fotos.

Cade os moreninhos e mulatos que se viam nas novelas? Cade os muleque de rua? As pessoas ca sao bem ao estilo Europeu. Ha, isso sim, uma grande variedade... do loiro ariano ao moreno indiano.. do alto ao baixo do gordo ao magro (se bem que mais magro que gordo que toda as pessoas cuidam muito a aparencia...e qd digo muito e muito mesmo!). Desta mescla (digo mescla porque nao sei escrever miquecisnacao..) surgem resultados... va la... interessantes... e mais nao digo. Estranhamente, africanos nao vi mais que um par. Com um bocado de jeito la se encontram pessoas com tracos indios (Querandi era o povo que habitava esta zona as Pampas, quando os colonizadores invadiram) como por exemplo a minha empregada... o homem do lixo... as centenas de putos que pedem nas ruas... bem que los hay, hay, mas em vez de viverem na floresta como ha alguns seculos, vivem na selva: os bairros de lata que aqui se chamam bichos. Andam pelas ruas e pedincham... mas isso nao interessa para nada, ne?? Bem, como dizia... as pessoas ca sao ao estilo europeu e andam muito arranjadas...

Ouviram falar da crise que a Argentina atravessa, nao? Pois eu tambem... nao a vejo em nenhum lado, mas que hay, hay! Conto-vos resumidamente a historia (se estiverem cansados podem passar esta parte). ha cerca de 10 anos, quando se estava sobre o governo de Menem (atencao... Menem e o principal candidato a vitoria nas proximas eleicoes ja dia 27 de Abril. O dinossauro regressa!) implementou-se o sistema da paridade: 1 Peso Argentino = 1USD. O objectivo era controlar a inflacao galopante... caracteristica comum dos paises da America do Sul. Foi tudo muito bonito por 10 anos... tinham poder de compra, eram mais ricos que os vizinhos (Chile, Paraguai, Brasil...) tinham nivel de vida: fartavam-se de viajar tinham electodomesticos roupa e bens de consumo importados... ate que... um belo dia....em Dezembro de 2001 houve o que ficou conhecido como o curralito: tao simplesmente o sistema da paridade terminou! Como hoje e obvio, o sistema da paridade nao era sustentavel. Hoje o Peso Argentino flutua consoante as leis de mercado e nao e fixado artificialmente... neste momento vale 1/3 do USD. Imaginem que, de hoje para amanha o euro passa a custar 70 paus. Tudo o que tem ai em portugal passa a valer imeditamente 3 vezes menos... a casa, o carro, o ordenado, as contas bancarias. Se so se consomem produtos nacionais tudo se mantem igual... mas, como vivemos em economia aberta, em termos reais a grande maioria das coisas fica tres vezes mais cara. Apenas se mantem barato o que e feito unicamente com materia prima nacional: como a comida e pouco mais. Tudo: o que e importado fica tres vezes mais caro. Acabaram-se as idas ao estrangeiro, a roupa importada, o robot de cozinha... etc, etc. Ora bem... se ha algo que j? percebi nestes minhas 28 primaveras e que, sempre que ha uma crise... ha sempre quem lucre com ela. Pois bem... neste caso quem lucra SOU EU!!! Reparem: a moeda vale tres vezes menos... como eu recebo em Euros, o que se passa e que sou tres vezes mais rico c?! Ok... lets cut the chase... SOU RICO! Varias vezes vou e venho de taxi para o emprego, almoco e janto todos os dias fora (e so em sitios de nivel) compro CDs so porque curti a capa, inscrevi-me num gymnasio/spa, comprei uma mountain bike mt fixe, uma maquina de barbear, etc, etc... tasse bemmmm! Ehhh..., ja entrei no novo milenio... viva o consumo desenfreado, inutil e futil! Viva as marcas de roupa com nomes tipo Italiano ou frances... que bom que eu sou... a minha camisa e mais cara que a tua nhaaa, nha, nha... Upsss, e melhor falar baixo porque afinal esta e a terra do Che Guevara.

Bom..., o que me parece mais dificil de descrever sao as pessoas e a sua forma de estar na vida. Quanto a isso, nao ha duvida que estou na America do Sul. Parece que na Europa poupamos palavras (e cada vez mais)... eles esbanjam. Falam sobre tudo e sobre nada fala-se com quem se conhece e com quem nao se conhece... cumprimenta-se toda a gente e toda a gente responde bem... por exemplo entra-se num taxi e primeiro saluda-se o motorista com um cordial Hola como lle va? a resposta e quase sempre tambem cordial... Pergunta-se pela mulher e pelos filhos... explica-se o que se esta a fazer ca na Argentina... fala-se do Eusebio do Figo e da Amalia se morrio? Dios mio que mujer que fue! E depois, so depois, se diz para onde e que e suposto o taxi levar-nos. Outra experiencia alucinante sao os autocarros... param em todo o lado, basta carregar no botao que o condutor quando pode para e abre a porta, se estiver no transito tambem se pode pedir que ele deixa entrar, mas tambem pode ser que o vejas a vir e, simplesmente nao pare porque nao lhe dava muito jeito ou nao lhe apeteceu. Varias vezes o condutor vai a ouvir radio enquanto fuma o seu cigarrito, bem em baixo do sinal com as letras garrafais Proibido Fumar. Ahhh... e o mais giro e que, com um bocado de jeito, pode ser que ele mude o percurso para te deixar num sitio qualquer... e absolutamente irreal! Conduz-se sem regras, bem ao meu estilo e aqui nao fazem o teste do alcool!!!!! Mas nao se preocupem... nao conduzo a minha mountain bike muito bebado nem planeio comprar carro...

Segundas impressoes
Apenas quando mudei do hotel para minha casa e que senti que aterrei.

Vergonha das vergonhas... ainda nao tive aulas de Tango. A proposito do Tango, desculpem se vos desiludir mas, hoje o Tango e pouco mais que um produto que se vende aos turistas principalmente de terceira idade... algo antiguado... tipo o fado para nos. De qualquer das formas... e liindo! Convido-vos a ir ao Domingo a Plaza Dorrego em San Telmo ou a Caminito que fica no bairro La Boca (nao vos diz nada... La Boca... Boca Juniors... Maradona). Ok que e para inglesinho ver...mas vale mesmo a pena! Mais uma vez... as fotos vao falar por si.

Algo que reparo e que se dorme muito pouco... as grande maioria das casa nao tem as persianas a que estamos acostumados (tipo black out) e, como o sol nasce as 6h... as 7h ja ta tudo a pe! Mesmo depois de uma noite de copos... com uma ou duas horinhas recupera-se energias e vamos nessa que se faz tarde a bessa! Se se esta cansado, dorme-se na relva de um parque ou na piscina. E costume sabados e domingos deparar com os notivagos a recuperrar energias ao sol. Como sabem... estamos a 300/400 kms da praia e, para compensar a falta de areia (se bem que a praia e absolutamente insubstituivel, ne) ha muitas piscinas e parques onde o pessoal que fica em Buenos Aires de fim de semana vai apanhar sol... relembro que estamos no pico do verao. Os parques sao mesmo uma caracteristica da cidade... ha imensos, super bonitos e super agradaveis para passear.

Por falar em passear...ha tambem muitas feiras de antiguidades e tipo freak. Sao lindas e uma delicia para estrangeiros... e tambem para os locais. Cafes imensos, esplanadas.... Puerto Madero (tipo docas), La Costonera a costa. A costa? Sem praia? Pois e Buenos Aires e banhada pelo Rio da Plata. Do outro lado do Rio e o Urugay... mas nao se ve a outra margem do rio... parece incrivel mas esta oculta pelo horizonte! E inacreditavel, ou nao fosse este um dos estuarios mais largos do Mundo... apesar disso, nao deixa de ser um dos mais porcos tambem... Argentina tem muitos records de grandeza, para alem do maior rio tambem a avenida mais larga do mundo... e, apartir de agora, o maior mail do mundo: este! Ressalta a vista que espa co nao lhes falta. As estradas sao enormes (e normalissimo avenidas com 10 faixas no mesmo sentido) alias, a unica forma transitarem os 10 milhoes das pessoas que habitam na grande Buenos Aires. Mais de 6000 Kms de Costa. ...Museus... estou a espera do inverno para ir, sim porque agora o pessoal que ar livre e bicla...

Bueno, com isto tudo ha o modos vivendus porteno (assim se chamam os habitantes de Buenos Aires). O primeiro que salta a vista e o gosto pelos assados a la parrilla. Numa palavra, churrascos. Come-se tao, tao, tao bem... a carne e uma maravilha - ou nao fosse considerada a melhor do mundo. E de comer e chorar por mais. O churrasco para um porteno esta como o feijao com arroz para o brazuca. O vinho,....o vinho... o vinho.... sem palavras - ou nao fosse tambem um dos melhores do mundo, principalmente os Finca Flichman! Para rematar o Dulce de Leche (tipo leite condensado depois de ir ao forno)... bom a comida e uma perdicao... tive de entrar logo para o ginasio para nao ficar bola outra vez...

Musica. Para alem de Tango - belissimo (ok, sou suspeito porque La Revancha del Tango dos Gotan Project um dos meus albuns preferidos) existem algumas manifestacoes locais interessantes. Charlie Garcia e um idolo/icon local. Imaginem o Pedro Abrunhosa, o Rui Veloso, o Sergio Godinho e o Jorge Palma tudo numa pessoa... pois e, agora ponham-lhe um pouco de Alice Cooper e conseguem imaginar o personagem. Acho que nao ha um Argentino que nao o adore.

Last but definitely no least: Kevin Johansen. E um Argentino que faz uma musica variada e que junta varios ritmos e sons, sabores e odores ou nao fosse ele um cidadao do mundo. Canta em Argentino/Espanhol, Ingles e Frances, ... um pouco ao estilo Manu Chao, mas a musica e diferente..., um pouco mais sobria.... numa palavra: maravilhoso. Tenho ouvido diariamente o album de estreia e vou ter o previlegio de o ver tocar ao vivo neste fim de semana... apesar de ainda desconhecido, e, desde ja, um icon para mim.

Bueno, acho que por agora chega, nao? Bom, com tudo isto queria apresentar-vos esta bela cidade vista pelos meus olhos de viajante diletante e, cada vez mais, cidadao do mundo mundial. Deixo-vos com saudades, espero que esteja bem e fico a aguardar noticias vossas. Quanto a mim, prometo continuar a escrever.

Beijos e abracos.... ahh quase que me esquecia... ca os homens dao beijos para se cumprimentar..... por isso...

Beijos & Beijos deste vosso amigo,
Che Augusto
La Revancha del Tango


Powered by Blogger